CIA DE BALLET

1997

Primeiro espetáculo do grupo, o qual deu origem ao seu nome. O espetáculo caracterizou o trabalho da dupla dentro da comicidade física e do humor sem palavras.  

à lA CARTE

2001

Primeiro espetáculo de sala do grupo. Uma homenagem à clássica arte do palhaço, dirigida pelo italiano Leris Colombaioni, descendente de tradicional família circense europeia. Experiência determinante na consolidação do trabalho do LaMínima até hoje circulando pelos palcos e lonas.   

LUNA PARKE

2002

Apresentado ainda hoje em espaços abertos e fechados, o espetáculo celebra um parque ambulante, apresentando aos visitantes um acervo com as mais fantásticas atrações: “Monga a Mulher Gorila”, “Johnny o Homem – Bala” e muitas outras surpresas, todas patrocinadas pelo poderoso “Elixir Luna Parke, a vida num instante!”   

PIRATAS DO TIETÊ - O FILME

2003

O espetáculo propunha um teatro contundente e subversivo, ousado e criativo, criando assim um elo de comunicação com seu público. Uma alegoria dos excluídos das grandes metrópoles.  

A VERDADEIRA HISTÓRIA DOS SUPER-HERÓIS

2004

O foco do espetáculo estava voltado ao aprimoramento do jogo cênico da dupla e sua dinâmica no palco.  

FEIA

2006

O espetáculo marcou uma nova fase da trajetória do LaMínima. Na sequência do lançamento do Circo Zanni, este projeto nasceu com o objetivo de recuperar a importância dos circos pequenos e médios dentro da vida cultural das cidades.   

REPRISE

2007

Este espetáculo apresentava as principais técnicas de palhaço e as características fundamentais da comicidade desenvolvidas durante 10 anos pelo LaMínima: a comédia física e a tradição oral circense.    

A NOITE DOS PALHAÇOS MUDOS

2008

O embate entre o conservadorismo intolerante e o arquétipo do palhaço através de nova parceria com Laerte. Apresentado até hoje, a montagem traz simbolismos e sutilezas poéticas que sustentam a comicidade sem o recurso da fala.   

O MÉDICO E OS MONSTROS

2008

Em sua primeira adaptação literária em onze anos de trajetória, o LaMínima faz uma reflexão sobre seu próprio processo de criação, buscando através da linguagem do palhaço e do artista popular, encontrar o caminho cômico de um clássico secular do suspense.  

RÁDIO VARIÉTÉ

2010

Neste retorno aos espetáculos de rua, o foco voltou-se para o palhaço brasileiro e para o teatro de variedades. Ainda em atividade em espaços abertos e fechados, Rádio Varieté é uma celebração à alegria do humor popular, resultado de uma ampla pesquisa sobre técnicas e repertório do palhaço brasileiro, aplicados ao circo e ao teatro de variedades.   

ATHLETIS

2011

O espetáculo é, antes de tudo, uma homenagem aos tempos em que o prazer do esporte era o jogo. Voltada para todos os públicos, livremente inspirado na vida e pensamentos do francês Pierre de Fredy, o Barão de Coubertin.  

MISTERO BUFFO

2012

Para comemorar os 15 primeiros anos da companhia, o LaMínima apresenta a obra prima do único Prêmio Nobel que também é palhaço: Dario Fo.  

CLASSIFICADOS

2014

Comédia infantil que homenageia todos os artistas - humanos ou não - que fazem de tudo para colocar mais alegria no mundo.  

PAGLIACCI

2017

Adaptação do entrecho básico da ópera “I Pagliacci”, de Ruggero Leoncavallo. Espetáculo criado especialmente para comemorar os 20 anos do Grupo LaMínima em 2017.  

ORDINÁRIOS

2018

Mas, afinal, quem é adequado para a guerra?