Athletis

Athletis é um espetáculo livremente inspirado na vida e pensamentos do francês Pierre de Fredy, o Barão de Coubertin. Há mais de cem anos, o jovem Barão idealizou o que se tornaria um dos maiores acontecimentos internacionais de todos os tempos: as Olimpíadas da Era Moderna. Sob o lema de uma bandeira que elogiava “o mais rápido, o mais alto e o mais forte”, o evento propunha reviver no presente o espírito esportivo dos antigos gregos. Agora, o Barão de Coubertin está de volta para contar um pouco da aventura do Homem e do Esporte - desde a pré-história até a realidade virtual - e transmitir seu novo lema: O importante não é vencer, e nem só competir; o importante é se divertir!

Para ilustrar sua palestra, o Barão enfrenta sozinho uma maratona maluca que envolve as mais diferentes modalidades de jogos com a plateia: teatro, circo, manipulação de bonecos e animação, no desafio de manter acesa a chama da alegria e da motivação.

Athletis é, antes de tudo, uma homenagem aos tempos em que o prazer do esporte era o jogo.

A grande inspiração para este projeto foi o espetacular “Pateta nas Olimpíadas”. Desenho animado da nossa infância, Pateta nas OLIMPÍADAS é um perfeito desenho de palhaço, mostrando a natureza humana, imperfeita, característica da personalidade do palhaço. Nesta montagem, o grupo retorna as relações humanas, tema que consideramos fundamental, principalmente quando temos como foco, o público infantil.

Desta vez, recorremos ao esporte como recurso onde naturalmente o jogo de conflitos, estará estabelecido. O esporte, além da sua importância como atividade física, reúne os principais temas a serem trabalhados na infância: coletividade, competitividade, solidariedade, limites, regras, superação, frustração, enfim um vasto campo de pesquisa e infinitas razoes para aprender o prazer de jogar, ganhar, perder, sem deixar de se divertir.

 

HISTÓRICO

2011   Temporada de estreia de 14 de maio a 10 de julho, no Teatro Alfa, São Paulo/SP

2012   Circulação por unidades do Sesc São Paulo (capital e interior)

2013   Apresentações na mostra LaMínima ao Máximo, do Sesc Pompeia – São Paulo/SP

2013   Circulação por unidades do Sesc São Paulo (capital e interior)

2015   Apresentação no projeto Diversão em Cena, Piracicaba/SP

2016   Circulação pelo interior de São Paulo pelo programa Sesi Viagem Teatral

FESTIVAIS

 

• Festival Nacional de Teatro de Limeira [SP/2011]

PRÊMIOS

 

Melhor Sonoplastia, para Beto Villares, no Festival Nacional de Teatro de Limeira 2011.

FICHA TÉCNICA ORIGINAL

 

Argumento: Fernando Sampaio e Domingos Montagner

Roteiro: Paulo Rogério Lopes, Fernando Sampaio e Domingos Montagner

Atuação: Fernando Sampaio

Texto e Direção: Paulo Rogério Lopes

Assistente de Direção: Suzana Rebelo

Cenário: Domingos Montagner

Figurinos: Carol Badra

Adereços: Maria Cecília Meyer

Produção de Vídeo: Ciro Bueno E Daniel Buonavoglia – Realização Adh Cine Vídeo

Desenhos do Barão: Laerte

Iluminação: Fernanda Carvalho

Trilha Sonora: Beto Villares

Colaborações Musicais: Antonio Pinto, Gui Amabis, Fil Pinheiro, Samuel Ferrari E Siba E Fuloresta

Engenheiros de Som: Thácio Palanca e Thiago PerlmannPreparação Corporal De Mímica: Newton Yamassaki

Contrarregragem: Marcello Stolai

Ilustrações: Gisele Silva

Maquiagem: Jro Santos

Perucas e bigode do Barão: Maracujá Laboratório De Arte (Sidnei Caria, Silas Caria, Tetê Ribeiro)

Direção de Produção e Administração: Luciana Lima

Produção Executiva: Cátia Pires

Realização: La Mínima