ORDINÁRIOS, circulação gratuita em São Paulo

Atualizado: Mar 5

Espetáculo que mistura humor, circo e guerra faz sua primeira circulação em teatros da cidade de São Paulo



A Prefeitura da cidade de São Paulo, Secretaria Municipal de Cultura e LaMínima apresentam o espetáculo Ordinários. Três soldados em uma missão de guerra. Um metido a valente, um muito atrapalhado e outro covarde, que quer desistir antes mesmo de começar. Diante da espera, das incertezas e sem traçar nenhum tipo de estratégia, a trama de Ordinários vai se desenvolvendo, misturando teatro, circo e humor. O espetáculo contemplado pela 9ª edição do prêmio Zé Renato realiza, em 2020, uma circulação inédita gratuita por teatros da capital.


Os personagens vividos por Fernando Paz, Fernando Sampaio e Filipe Bregantim recebem a difícil missão de invadir o território inimigo para resgatar um superior. Mas a tarefa, que já não seria fácil, ganha contornos de comédia graças às situações criadas pelos três soldados, que não têm nada de estrategistas. A concepção de “Ordinários” é dos três atores, junto com Alvaro Assad (que também assina a direção e co-escreve o roteiro em parceria com a cia. LaMínima e Newton Moreno).


“ É um tratado pacifista para que evitemos construir um mundo e nossas relações, apostando na violência e no armamento. Vivemos mergulhados há séculos neste jogo bélico e ainda não aprendemos que somos tontos e inadequados demais para servir a este deus tosco cujos reais interesses são o do capital e do extermínio. Mas os palhaços, os melhores arautos desta causa, pelo humor e ironia, vão novamente tentar nos resgatar/salvar...” Newton Moreno



O espetáculo estreou em 2018 no Itaú Cultural, foi vencedor do edital Nº 07/2018 “Concurso de apoio a projetos de produção de espetáculo inédito e temporada de artes cênicas para o público infantil e/ou juvenil no Estado de São Paulo”; circulou por festivais estaduais e nacionais e fechou o ano de 2019 com sua primeira temporada no Teatro da Vivo, entre outubro e novembro de 2019. Esta é a primeira circulação gratuita pelas cinco zonas da cidade de São Paulo.


A encenação, somada a palhaçada, pantomimas, teatro físico, entre outros elementos típicos do teatro circense, oferece uma possibilidade cênica ímpar, oferecendo ao público um jogo de cena afiado entre os atores. Ora com delicadeza, ora com acidez, a narrativa vai se criando, acrescentando poesia a uma situação que tinha tudo para ser trágica, acrescentando palhaçaria para provocar a reflexão sobre os horrores dos conflitos.



Além das apresentações, a companhia contará com a participação da ONG Palhaços sem Fronteiras, instituição internacional presente em 15 países há mais de 25 anos; o grupo paulista Forças Amadas, atuante desde 2011 e; a ONG Doutores da Alegria, que atua há 28 anos no Brasil. Juntos os grupos farão uma roda de conversa (data a confirmar) sobre linguagem, necessidade e possibilidades de atuação da arte do palhaço em regiões instáveis de acolhimento de refugiados de zonas de conflito, desastres ecológicos ou de vulnerabilidade social ou no universo da saúde, intervindo junto a crianças, adolescentes e outros públicos em situação de vulnerabilidade e risco social em hospitais públicos.


Ordinários

Sinopse: Em algum lugar, três soldados formam um pelotão improvável. Diante da angústia da espera, esmeram-se em treinamentos até finalmente receber uma missão. Quanto mais avançam pelo território inimigo, ficam evidentes os segredos que um esconde do outro e o quanto são inadequados para o mundo da guerra. Mas afinal quem é adequado para a guerra?


Ficha Técnica:

Concepção: Alvaro Assad, Fernando Paz, Fernando Sampaio e Filipe Bregantim

Roteiro: Newton Moreno, Alvaro Assad e LaMínima

Assistente de Dramaturgia: Almir Martines

Direção e Preparação Mímica: Alvaro Assad

Direção musical e música original: Marcelo Pellegrini

Elenco: Fernando Paz, Fernando Sampaio, Filipe Bregantim

Iluminação: Marcel Alani

Figurino e Visagismo: Carol Badra

Cenografia: LaMínima

Adereços: Dario França, Juciê Batista e Reticências

Assessoria técnica de Magia: Ricardo Malerbi

Operação de Som: Luana Alves e Caio Norcia

Operação de Luz: Marcel Alani e Renata Fongaro

Contrarregragem: Karen Furbino e Osmar Alonso Junior

Direção de produção: Luciana Lima

Produção executiva: Priscila Cha

Produção e Administração: Chai Rodrigues

Assistência de Produção: Vanessa Zanola

Supervisão geral: Fernando Sampaio


Serviço

Datas: 07, 09, 14, 15, 21 e 22/fevereiro – sextas e sábados às 20h e domingo às 19h

Datas: 03, 04, 05/março – terça, quarta e quinta às 21h

         Datas: 06, 07, 08, 13, 14 e 15/março – sextas e sábados às 21h e domingos às 19h

         Datas: 03, 04, 05, 10, 11 e 12/abril – sextas e sábados às 20h e domingo às 19h

         Datas: 07, 08, 14, 15, 21 e 22/maio – quintas e sextas às 21h


Duração: 70 minutos

Classificação indicativa: 14 anos

Ingresso: Todas as apresentações são gratuitas

382 visualizações